3 em 1: Emily Giffin – Uma prova de amor/ Questões do Coração/ Primeiro e Único

#Nota04♥♥♥♥

Conheci a autora Emily Giffin através da minha irmã e com o livro Uma prova de Amor e me encantei pela escrita dela. Indico sem medo pra todos os fãs de romance. Questões do coração veio para ressaltar minha admiração, embora eu tenha demorado a concordar com o final e Primeiro e Único que pela capa não me chamou a atenção, achei que seria inferior aos outros, um romance água com açúcar tolinho e para minha surpresa, foi talvez o melhor, se bem que fica muito difícil escolher. Ela sabe o que faz e faz com perfeição. Autora queridinha, tanto que já comprei mais um para ler, Presentes da Vida e pressinto que escreverei um dia sobre ele também.  

Meu resumo: Uma prova de amor

História de Claudia e Ben que são o casal perfeito, porém um deles muda de opinião e quer ter filhos, o que o outro nunca quis e o casamento ideal começa a ruir, porém com o tempo, os muitos acontecimentos, revelam surpresas e mudanças. Revela amor e paciência. Claudia também relata a vida amorosa das duas irmãs, melhor amiga e seus pais.

Primeiro vem o amor, depois vem o casamento e depois… os filhos. Não é assim? Não para Claudia Parr. A bem-sucedida editora de Nova York não pretende ser mãe, e até desistiu de encontrar alguém que aceite esta sua escolha, mas, então, ela conhece Ben.
O amor dos dois parece ideal. Ben é o marido perfeito: amoroso, companheiro e — assim como Claudia — também não quer crianças. No entanto, o inesperado acontece: um dos dois muda de ideia a respeito dos filhos. E, agora, o que será do casamento dos sonhos? Uma Prova de Amor é um livro divertido e honesto sobre o que acontece ao casal perfeito quando, de repente, os compromissos assumidos já não servem mais. Contudo, é também uma história sobre como as coisas mudam, sobre o que é mais importante, sobre decisões e, especialmente, sobre até onde se pode ir por amor.

Fonte: Saraiva

Meu resumo: Questões do Coração

Diferente da maioria dos resumos que li, eu vi este livro sobre a perspectiva todinha de Valerie. Valerie é uma grande mulher, guerreira e forte. Porém, seu coração passa por conflitos. Através do olhar dela, me permiti admirá-la e ficar a seu favor, mesmo que ela fosse moralmente “a errada”. O livro é incrível, pois nos faz refletir sobre o fato de que cada pessoa tem a sua verdade, sua história e seu merecimento. Julgamentos e sentimentos, lado a lado. Também mostra a história de Tessa, dona de casa e casada com um cirurgião, no qual o casamento passa por conflitos. E volto a Valerie, mãe solteira de um garoto q sofre queimaduras e é paciente de um querido cirurgião.

Emily Giffin, autora de “Ame o que é Seu”, novamente aborda o tema da infidelidade em seu romance contado em capítulos alternados pela esposa injustiçada e a outra mulher. Tessa Russo está comemorando seu aniversário de casamento, com seu belo marido, Nick, um cirurgião plástico pediátrico, quando seu pager toca. No hospital, ele conhece seu novo paciente, Charlie de 6 anos, que foi gravemente queimado enquanto brincava na casa do amigo. A mãe de Charlie, Valerie, uma advogada bem-sucedida, que criou Charlie sozinha, se sente culpada. Como Charlie passa por diversos enxertos e cirurgias para reparar os danos causados em seu rosto e mãos, Nick se aproxima de Valerie. Tessa, uma dona de casa que tem dúvidas sobre deixar sua profissão, reconhece o crescente distanciamento entre ela e Nick, mas não está certo sobre a quem atribuí-lo ou o que fazer sobre isso. O talento de Giffin reside em tornar seus personagens possíveis e referenciais, e os leitores irão se encantar por ambos.

Fonte: Saraiva

Meu resumo: Primeiro e Único

Shea tem 33 anos e namora Miller, mais amigos do que amores. Mora sozinha, tem pais separados, uma madrasta e meia-irmã que apenas tolera e uma mãe amargurada. Trabalha com o treinador Clive Carr, é apaixonada por futebol americano desde criança. Sua melhor amiga é Lucy, filha do treinador. Impulsionada por ele, troca de emprego para um jornal e adora escrever sobre seu time, Walker. Se envolve, depois de terminar com Miller, com Ryan, melhor jogador do seu esporte favorito no país, querido por todos, mas ele que a princípio era perfeito, se mostra diferente do que ela esperava. Clive Carr, que perdeu a esposa amada há uns meses, é seu ídolo e exemplo. Ela muda de emprego e se permite sonhar, porém o julgamento das pessoas sobre sua vida pessoal a faz analisar as perdas e ganhos de suas atitudes e decisões. Novamente Emily trata sobre lealdade, amor, amizade e questões morais. Nos faz enxergar além do previsto. Todos os personagens do livro são encantadores e a única que me irrita brevemente é Lucy, mas ela tem seus motivos.

Shea tem 33 anos e passou toda a sua vida em uma cidadezinha universitária que vive em função do futebol americano. Criada junto com sua melhor amigas, Lucy, filha do lendário treinador Clive Carr, Shea nunca teve coragem de deixar sua terra natal. Acabou cursando a universidade, onde conseguiu um emprego no departamento atlético e passa todos os dias junto do treinador e já está no mesmo cargo há mais de dez anos. Quando finalmente abre mão da segurança e decide trilhar um caminho desconhecido, Shea descobre novas verdades sobre pessoas e fatos e essa situação a obriga a confrontar seus desejos mais profundos, seus medos e segredos. A aclamada autora de Questões do Coração e Presentes da Vida criou uma história extraordinária sobre amor e lealdade e sobre uma heroína não convencional que luta para conciliá-los.

Fonte: Saraiva

Anúncios

Para todos os garotos que já amei – Jenny Han

20160109_214839
#Nota05♥♥♥♥♥

Devo compartilhar que comprei esse livro sem alguma pretensão no meio de vários outros porque gostei da capa. Achei que fosse uma história bobinha ou até fraquinha, pois não conhecia a autora. Ainda bem que eu estava muito enganada e é maravilhoso quando somos surpreendidos positivamente com um livro. Terminei de ler em Outubro de 2015, mas faço questão de mostrá-lo aqui. Foi um dos melhores livros que já li. Gostoso, divertido, leve e envolvente. História bem construída, que flui sem que você consiga soltá-lo. Personagens cativantes, de uma beleza genuína, vai prender você desde a primeira página. Agradeço até pelas minhas olheiras na época depois de duas noites devorando-o. E claro, senti uma dorzinha forte quando o terminei e sabia que a continuação só viria em 2016. Mas eis que estamos no mês do lançamento da continuação PS Ainda Amo Você e óbvio já comprei o meu via internet. A autora me fascinou tanto que claro, pesquisei sobre ela, e através da confirmação de que ela fez o curso de Escrita Criativa, tive a certeza que farei este curso assim que terminar minha graduação. :))))

Lara Jean guarda suas cartas de amor em uma caixa azul-petróleo que ganhou da mãe. Não são cartas que ela recebeu de alguém, mas que ela mesma escreveu. Uma para cada garoto que amou — cinco ao todo. São cartas sinceras, sem joguinhos nem fingimentos, repletas de coisas que Lara Jean não diria a ninguém, confissões de seus sentimentos mais profundos. Até que um dia essas cartas secretas são misteriosamente enviadas aos destinatários, e de uma hora para outra a vida amorosa de Lara Jean sai do papel e se transforma em algo que ela não pode mais controlar.

Fonte: Saraiva

Meu resumo:

Lara Jean é uma adolescente, filha do meio, tem duas irmãs, um pai médico e sua mãe é falecida. Nunca namorou. Escreveu cartas de despedidas para seus amores, cinco no total e as guardou. Quando sua irmã Margot vai para a Escócia estudar, seu pai faz uma faxina e ela acha que ele jogou fora as cartas, eis que os destinatários recebem as cartas sem que ela saiba como. Josh, Peter, um menino do colégio e um menino do acampamento. Para melhorar as coisas, Lara faz algumas tentativas que mudarão seu futuro. Termina o livro, claro, com ela escrevendo uma carta.