Resenha de Livro: A garota do calendário : Janeiro – Audrey Carlan.

PhotoGrid_1468715960413

Verus Editora – 2016 -Romance americano – 143 páginas – Nota 3.

Li este livro por empréstimo e porque já tinha ouvido falar sobre ele, com um bom marketing, parecia uma história interessante. Basicamente, a história é um romance erótico, em primeira pessoa, através do olhar da protagonista. Poucas páginas, leitura rápida graças à diagramação da página e letras grandes. Um livro pra ler em uma tarde. Fácil compreensão e sem apego emocional, resumindo uma leitura simples. O enredo parece bem interessante na sinopse e só li bons comentários no Skoob sobre ele, com muitas notas cinco. Mas eu mesmo não entendi. Sinceramente, a história que tinha tudo para dar um bom drama e romance fica no raso, na superficialidade das cenas de sexo. Não é meu gênero preferido, longe disso, mas já li bons livros que exploravam a sexualidade e tinham um bom contexto. O problema deste livro é que o contexto não é trabalhado e se contenta em ser um livro sexual. A questão é que como o livro faz parte de uma série de doze, retratando os doze meses da protagonista em seu novo trabalho, não me deixou nada ansiosa para ler a continuação, no caso o segundo, pois além do resumo dele no final do primeiro livro, você já sabe o que esperar, que é simplesmente o envolvimento sexual da “mocinha” com o novo cliente e ao que parece serão doze ao total. Incomodou-me a transformação repentina dela quanto as questões morais. Vou explicar, é entendível que ela não tenha opções para juntar todo aquele dinheiro para salvar a vida do pai. É justificável que ela precise se submeter ao trabalho de acompanhante de luxo. Uma menina pobre, até ingênua, que só quer salvar o pai e ajudar a irmã mais nova, abandonada pela mãe. O clichê para que nos solidarizemos com a jovem é bem feito. Porém, ela aceita, gosta e cumpre além do papel destinado muito facilmente. Não há questionamentos, pensamentos, conflitos, nada. A sua tia que é a aliciadora a incentiva muito ao trabalho, o que torna meio pitoresco. Não acredito que seja tão entusiasmante a situação, até porque a tia odeia o pai da sobrinha, como é retratado no livro. O clichê de o cliente ser lindo, gostoso, rico, importante, generoso, gentil, blábláblá beirando a perfeição, como sempre, me incomodou. O fato da desculpa dele precisar de uma acompanhante é porque não tem tempo para relacionamentos seria muito aceitável, SE não fosse o fato de que assim que ele a conhece destina grande parte do seu tempo para conquistar e manter essa relação. Ou seja, a desculpa não faz sentido. Ele facilmente poderia ter uma namorada. Outro ponto que talvez seja o que mais me incomodou (nossa, estou cruel), quando ela parte para essa nova vida, deixando tudo pra trás, ela literalmente o faz, porque não liga para ter notícias da irmã, não mantem contato com ninguém (a não ser uma ligação rápida para a melhor amiga) durante todo o livro. Ela não se angustia pelo pai (nem lembra que seu amado pai, por quem supostamente ela está se sacrificando, esteja em coma) e só pensa em transar com seu cliente. O próprio envolvimento dos dois não é detalhado, uma amizade, como eles insistem em dizer, mas que não tem desenvolvimento, credibilidade ou profundidade alguma. Os locais escolhidos para a história envolvendo Las Vegas também ficam confusos (e me remete a outro livro bem parecido sobre a filha que tem que saldar dívidas de jogo do pai). Fica o questionamento do porque ele se apaixona por ela, quando parece que faltam muitos elementos na história. A impressão que o livro me deu é se tratar de um exemplar que é meramente comercial. A autora quer apenas lucrar com a alta propaganda feita para promover o livro. Mas parece ter existido uma preguiça da autora de escrever uma história de fato. A quantidade de páginas contribui para esse pensamento. Um livro não bem trabalhado, que parece não ter dado nenhum prazer em escrever à autora. Sei lá. Não quero parecer injusta, mas é só mais um livro qualquer. Não entendi o alvoroço todo em cima dele. Talvez eu que esteja velha para esse tipo de leitura. Parabéns apenas à editora que fez um bom trabalho na divulgação.

Sinopse: Ela precisava de dinheiro. E nem sabia que gostava tanto de sexo. O fenômeno editorial do ano e best-seller do New York Times, USA Today e Wall Street Journal. Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser. Dinheiro fácil. Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser… Em janeiro, Mia vai conhecer Wes, um roteirista de Malibu que vai deixá-la em êxtase. Com seus olhos verdes e físico de surfista, Wes promete a ela noites de sexo inesquecível — desde que ela não se apaixone por ele. 

Vemos claramente que a sinopse promete suspense, drama e aventura. Mas fica somente na sinopse. Desculpem se peguei pesado. Não me odeiem. E até breve.

Anúncios

5 comentários sobre “Resenha de Livro: A garota do calendário : Janeiro – Audrey Carlan.

  1. maravilhaliterariablog

    Nossa! Que resenha maravilhosa. Parabéns pela sinceridade, eu quase comprei esse livro em uma promoção esses dias mas li a sinopse e não me chamou a atenção.. Ainda mais pelo fato de ser 12 livros, eu sei que sou compulsiva e iria querer todos! 😊💖📖 Já li um livro que tinha um envolvimento entre uma dama de luxo e o cara… Mas esta não me chamou a atenção… Depois dessa resenha não quero ler mais kkkk Bjinhos e venha conhecer meu blog 😊😍😙

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s