Novembro/2016: Filmes assistidos – Parte 2.

Bom dia, pessoal.

Cá estou eu novamente para apresentar-lhes a continuação dos filmes que assisti este mês. Muito bons, um pouco antigos, mas que eu desejava bastante ver.

A menina que roubava livros – 2013 – The book thief – Drama.

2

O filme foi baseado no maravilhoso e conhecidíssimo livro de Markus Zusak, um dos melhores que já li na vida, de mesmo título, ficcional, sendo a adaptação bem fiel. Embora eu imaginasse, por conta própria, a Liesel mais infantil do que retratada no filme, tanto de aparência quanto psicologicamente, adorei a forma contada e me emocionei com a história, mesmo já a conhecendo muito bem. Consegue transmitir a inocência das crianças, mesmo que quem narre à história seja a Morte. Embora seja um filme duro, com todas as atrocidades cometidas pelos nazistas, que é um tema que adoro pesquisar, tem uma descontração e leveza a partir dos roubos dos livros, das brincadeiras das crianças e da amizade entre Liesel e Ben. Rudy talvez seja meu personagem favorito, além de cativante, tem uma doçura e lealdade comoventes. Claro que eu prefiro o livro, mas recomendo o filme porque é muito bom.

Sinopse: Durante a Segunda Guerra Mundial, uma jovem garota chamada Liesel Meminger (Sophie Nélisse) sobrevive fora de Munique através dos livros que ela rouba. Ajudada por seu pai adotivo (Geoffrey Rush), ela aprende a ler e partilhar livros com seus amigos, incluindo um homem judeu (Ben Schnetzer) que vive na clandestinidade em sua casa. Enquanto não está lendo ou estudando, ela realiza algumas tarefas para a mãe (Emily Watson) e brinca com a amigo Rudy (Nico Liersch).

Juventudes Roubadas – 2015 – Testament of youth – Drama/ Histórico.

1

O filme baseado em fatos, portanto sendo não ficção, também sendo uma adaptação para o cinema de um livro, faz Alicia brilhar com sua personagem (mais uma vez a atriz se destaca), nos emocionando e envolvendo até o final. Vera é uma jovem à frente de seu tempo, moderna e determinada, que adora ler, escreve muitíssimo bem e sonha estudar na universidade junto com o irmão Edward. Victor, amigo de ambos é apaixonado por ela, porém guarda para si os sentimentos. Já Roland que também ama, é correspondido e eles vivem esse amor da maneira que lhes é possível, quase sempre à distância, pois ele parte para a linha de combate, assim como o irmão e Victor, o que a faz desistir de estudar, após conseguir a vaga tão esperada e partir para ser enfermeira da guerra para ajudar o salvamento de vidas. A história, não se enganem, é bem triste e forte. O livro é uma autobiografia de Vera Brittain. Mostra-nos a dor, o sofrimento, o luto, a desesperança e o ressurgimento da alma. Ainda não tive a oportunidade de ler o livro, mas recomendo o filme a todos porque é belo e vale a pena.

Sinopse: Vera Brittain (Alicia Vikander) relembra sua dura juventude durante a Primeira Guerra Mundial, quando, aos 17 anos, vivenciou a perda e o luto de seus amigos em seu ofício voluntário de enfermeira.

Boa Quarta-feira a todos, até a próxima. Beijos.

Anúncios

2 comentários sobre “Novembro/2016: Filmes assistidos – Parte 2.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s