Resenha de Livros: Cidade dos Etéreos – Ransom Riggs.

photogrid_1480254808204

Intrínseca – 2016 – Literatura americana – 384 páginas – Nota 5.

Bom dia, leitores.

 Trago hoje a resenha do segundo livro da Trilogia da Srta. Peregrine, a primeira já está aqui no blog Resenha de Livros: O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares– Ransom Riggs.. E diferente do primeiro que foi publicado pela editora Leya, este e o terceiro são publicações da Intrínseca, que comprou os direitos, inclusive lançando o primeiro volume posteriormente. Adianto que preferi este ao primeiro e o motivo principal é porque já estava familiarizada com a história e também porque este segundo volume é cheio de ação, surpresa e aventura, sendo totalmente voltado à fantasia, diferente do primeiro que trazia bastante do mundo real.

Livro pesado, grosso e de letras médias, a leitura não é tão rápida, porém por ser envolvente, me fez ler bastante diariamente. É um daqueles livros que temos vontade de agarrar e apertar e só não o fiz porque o livro não pertence a mim e foi um empréstimo muito ouw ❤ e que agora me forçará a comprar o terceiro volume. Já estou pesquisando preços, inclusive. Avisem-me em caso de promoção.

O livro traz além da história, uma entrevista com o escritor Ransom, que eu gostei bastante, nos permitindo conhecer um pouco melhor sobre como surgiu à história e as fotografias presentes no livro. E ao final, o primeiro capítulo do terceiro livro, que eu preferi não ler.

Neste segundo livro que inicia exatamente do ponto em que o primeiro terminou, temos a chance de conhecer melhor cada um dos personagens e apesar de Jacob ser o meu predileto, até porque leva grande vantagem ao ser o narrador – livro em primeira pessoa – da história, eu tive uma quedinha por Ema e Enoch, pois seu sarcasmo me conquistou. Millard, que se torna quase um professor para nós, pois explica as teorias das histórias, a mitologia e dá sentido as situações e Bronwyn com seu jeito doce também se destacam. Cada um com seu poder sobrenatural e individual é igualmente importante à história e como eu sempre repito, uma história contada do ponto de vista de crianças ou jovens simplesmente me fascinam. Observei que este segundo volume contem menos fotos, mas todas bem encaixadas e apropriadas, sendo “a cereja do bolo” do livro. A escrita detalhista na medida certa, nem pouca e nem demais tornam a história fantástica e faz com que o leitor “compre” a ideia. Eles começam a aventura no mar, passando pela terra, por animais falantes, que é uma das minhas partes preferidas, o cão falante Addison é cativante, indo para estradas desertas, ciganos, por um grupo circense incrível, caminhando, cavalgando, em trens, nadando, enfim, eles tentam chegar à cidade de Londres com um objetivo fixo e a aventura parece nunca ter fim. Há reviravoltas na história, especialmente uma, que eu aplaudi de pé e quando se chega ao final do livro, você só consegue pensar que precisa ler o terceiro. Coisas incríveis acontecem e esse poder que as crianças peculiares têm é como mágica e como se tudo no mundo fosse possível, então no fundo a gente sabe que vai dar tudo certo ou pelo menos assim espera. Para finalizar, vale ressaltar que a história tem relação em determinadas fendas temporais com a Segunda Guerra Mundial, que é um dos momentos históricos que mais gosto de pesquisar. Recomendo e recomendo muito. É raro para mim a continuação ou os volumes seguintes superarem o primeiro volume como nesse caso aconteceu. Leiam 😉

Divulgação do livro: https://www.youtube.com/watch?v=3lOBYXyWPPE.

Sinopse oficial: Cidade dos etéreos dá sequência ao celebrado O orfanato da Srta. Peregrine para crianças peculiares, em que o jovem Jacob Portman, para descobrir a verdade sobre a morte do avô, segue pistas que o levam a um antigo lar para crianças em uma ilha galesa. O orfanato abriga crianças com dons sobrenaturais, protegidas graças à poderosa magia da diretora, a Srta. Peregrine. Neste segundo livro, o grupo de peculiares precisa deter um exército de monstros terríveis, e a Srta. Peregrine, única pessoa que pode ajudá-los, está presa no corpo de uma ave. Jacob e seus novos amigos partem rumo a Londres, cidade onde os peculiares se concentram. Eles têm a esperança de, lá, encontrar uma cura para a amada Srta. Peregrine, mas, na cidade devastada pela guerra, surpresas ameaçadoras estão à espreita em cada esquina. E, além de levar as crianças a um lugar seguro, Jacob terá que tomar uma decisão importante quanto a seu amor por Emma, uma das peculiares. Telecinesia e viagens no tempo, ciganos e atrações de circo, malignos seres invisíveis e um desfile de animais inusitados, além de uma inédita coleção de fotografias de época — tudo isso se combina para fazer de Cidade dos etéreos uma história de fantasia comovente, uma experiência de leitura única e impactante.

Beijos e até Sexta-feira.

Anúncios

3 comentários sobre “Resenha de Livros: Cidade dos Etéreos – Ransom Riggs.

  1. Pingback: Novembro/2016: Resumo do mês = Livros lidos, comprados e a tentativa de leitura múltipla. – umapaixaochamadalivrosblog

  2. Pingback: TAG: #Trilogias. – umapaixaochamadalivrosblog

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s