Janeiro/2017: Livros comprados.

img_20170201_221058
Livros comprados e brinde de um marcador de páginas com direito a 10% de desconto na próxima compra.

Bom dia, leitores.

Neste mês que passou, eu nem estava pensando em comprar nenhum novo livro, porque sei que preciso ler os que já estão em minha estante, porém ao chegar dia trinta recebo um e-mail a noite anunciando que a Amazon estava fazendo quatros anos de existência e por isso muitos livros estavam com preços promocionais. Abri o link e verifiquei ser verdade. Daí não houve jeito. Busquei minha listinha de desejados e pesquisei, conseguindo fazer boas compras:

A promessa da Rosa – Babi A. Sette.

 Este livro estava na minha lista de desejados há bastante tempo e consegui comprar agora porque o preço estava bom. Ótimas críticas que li a respeito me deixam ansiosas para ler. Romances de época é um gênero que gosto muito.

Sinopse oficial: Século XIX: status, vestidos pomposos, carruagens, bailes… Kathelyn Stanwell, a irresistível filha de um conde, seria a debutante perfeita, exceto pelo fato de que ela detesta a nobreza; é corajosa, idealista e geniosa. Nutre o sonho de ser livre para escolher o próprio destino, dentre eles inclui o de não se casar cedo. No entanto, em um baile de máscaras, um homem intrigante entra em cena… Arthur Harold é bonito, rico e obstinado. Supondo, por sua aparência, que ele não pertence ao seu mundo, a impulsiva Kathelyn o convida a entrar no jardim – passeio proibido para jovens damas. Nunca mais se veriam, ela estava segura disso. Entretanto, ele é o nono duque de Belmont, alguém bem diferente do homem que idealizava, só que, de um instante a outro, o que parecia a aventura de uma noite se transforma em uma paixão sem limites. Porém, a traição causada pela inveja e uma sucessão de mal-entendidos dão origem ao ciúme e muitas reviravoltas. Kathelyn será desafiada, não mais pelas regras sociais ou pelo direito de trilhar o próprio caminho, e, sim, pela única coisa capaz de vencer até mesmo a sua força de vontade e sua enorme teimosia: o seu coração.

Para poder viver – Yeonmi Park.

Este é outro título que tenho muita curiosidade em ler porque trata-se de uma biografia feminina com o enredo voltado à culturas extremamente machistas.

Sinopse oficial: Yeonmi Park não sonhava com a liberdade quando abandonou a Coreia do Norte. Mas sabia que fugir era a única maneira de sobreviver à fome, às doenças e ao governo repressor. Este livro é a história da luta de Park pela vida. O leitor acompanha sua infância no país mais sombrio do mundo. Em seguida, testemunha sua fuga, aos treze anos, pelo submundo chinês de traficantes e contrabandistas. Emociona-se com seu périplo pela China através do deserto de Gobi até a Mongólia, guiada pelas estrelas, em direção à Coreia do Sul. Vibra com seu papel como ativista pelos direitos humanos. Antes dos 21 anos, Yeonmi acumulou experiência suficiente para encantar todas as gerações de leitores neste livro memorável.

As gêmeas do gelo – S. K. Tremayne.

Outro cobiçado há meses, capa incrível, muito lido e aplaudido em diversos sites literários. Para acrescentar, confesso que estou empolgada nas últimas semanas com livros do gênero suspense, mistério e terror.

Sinopse oficial: Um ano depois de Lydia, uma de suas filhas gêmeas idênticas, morrer em um acidente, Angus e Sarah Moorcroft se mudam para a pequena ilha escocesa que Angus herdou da avó, na esperança de conseguirem juntar os pedaços de suas vidas destroçadas. Mas quando sua filha sobrevivente, Kirstie, afirma que eles estão confundindo a sua identidade — que ela é, na verdade, Lydia — o mundo deles desaba mais uma vez. Quando uma violenta tempestade deixa Sarah e Kirstie (ou será Lydia?) confinadas naquela ilha, a mãe é torturada pelo passado — o que realmente aconteceu naquele dia fatídico, em que uma de suas filhas morreu?’

Não conte para a mamãe – Toni Maguire.

Este livro nem é tão recente, foi lançado em 2012, porém por tratar-se de um tema forte e polêmico, quero muito ler. Também do gênero biografia e muito bem recomendado.

Sinopse oficial: Quando aconteceu pela primeira vez, a pequena e inocente Antoniette tinha apenas seis anos. Apesar da tenra idade, tudo ficou gravado em sua memória, o tempo nada dissipou: os detalhes, os sentimentos, a dor. Foi a primeira de muitas, incontáveis vezes. Não conte para a mamãe, de Toni Maguire, desvela a comovente história de uma infância idílica que mascarava uma terrível verdade.

A cidade murada – Ryan Graudin.

Vi sobre este livro em um canal literário que gosto bastante e ao pesquisar no Skoob tive a certeza que precisava ler este livro.

Sinopse oficial: A Cidade Murada é um terreno com ruas estreitas e sujas, onde vivem traficantes, assassinos e prostitutas. É também onde mora Dai, um garoto com um passado que o assombra. Para alcançar sua liberdade, ele terá de se envolver com a principal gangue e formar uma dupla com alguém que consiga fazer entregas de drogas muito rápido. Alguém como Jin, uma garota ágil e esperta que finge ser um menino para permanecer em segurança e procurar sua irmã. Mei Yee está mais perto do que ela imagina: presa num bordel, sonhando em fugir… até que Dai cruza seu caminho. Inspirado num lugar que existiu, este romance cheio de adrenalina acompanha três jovens unidos pelo destino numa tentativa desesperada de escapar desse labirinto.

Os últimos dias de nossos pais – Joël Dicker.

Comprei este livro porque fiquei apaixonada por este autor desde que li “A verdade sobre o Caso Harry Quebert” do mesmo autor e foi uma leitura incrível. Estou sempre inclinada a comprar novos lançamentos de autores que gosto, porém como o último livro lançado dele “O livro dos Baltimore” que está na minha lista de desejados ainda está com preço alto, este estava na promoção e por isso o escolhi. O do Baltimore compro futuramente.

Sinopse oficial: Após a frustração de ter tido o Exército britânico encurralado em Dunquerque, Winston Churchill tem uma ideia capaz de mudar o curso da guerra: a criação de uma nova seção do serviço secreto britânico, a SOE (Executiva de Operações Especiais), responsável por conduzir ações de sabotagem e se infiltrar nas linhas inimigas. Algo jamais feito na história. Na esperança de se juntar à Resistência, o jovem Paul-Émile deixa Paris e vai para Londres. Logo recrutado pela SOE, ele se integra a um grupo de franceses que se tornam seus companheiros de coração e de armas. Passando por formações e treinamentos intensos nos quatro cantos da Inglaterra, os selecionados voltarão para a França ocupada para contribuir na resistência. Mas a espionagem alemã está alerta…A existência da SOE por muito tempo foi mantida em segredo. Várias décadas após o fim das atrocidades da Segunda Guerra, Os últimos dias de nossos pais é um dos primeiros romances a abordar sua criação e a relembrar as verdadeiras relações entre a Resistência e a Inglaterra de Churchill. Dicker constrói um livro sobre amor, amizade e medo, com uma profunda reflexão sobre o ser humano e suas fraquezas.

A mulher silenciosa – A. S. A. Harrison.

Outro suspense, porém neste caso o título não estava na minha lista de desejados e eu não gosto de comprar por impulso, porém quando vi o preço de Sete reais ficou impossível não colocar no carrinho de compras. Parece promissor.

Sinopse oficial: Jodi e Todd estão juntos há 20 anos e, aparentemente, levam uma vida invejável. Todd é um empreiteiro bem-sucedido que pode bancar alguns luxos, como o enorme apartamento com uma vista deslumbrante para o lago, um Porsche (dele) e um Audi (dela) na garagem, e o estilo de vida de Jodi. Psicoterapeuta, ela atende em casa apenas dois clientes por dia, e tem tempo de sobra para as sessões de pilates, as aulas de arranjos florais, os passeios com Freud, o golden retriever do casal, e o preparo das refeições gourmet de que tanto gosta. Jodi ainda fica ansiosa ao ouvir a chave do marido abrindo a porta. Todd diz que nunca encontrará uma mulher igual a ela. Essa fachada perfeita, porém, está prestes a ruir. Todd é um adúltero incurável, e Jodi sabe disso. Ela é a esposa silenciosa, preparada para tolerar as traições do marido com o intuito de manter as aparências. Até que Todd sai de casa — para viver com uma mulher com metade da idade dela, filha de seu melhor amigo. Magoada, humilhada e, por fim, financeiramente abalada, Jodi começa a contemplar o assassinato como uma opção razoável. Contado alternadamente nas perspectivas dele e dela, A mulher silenciosa é um livro sobre um casamento à beira do fim, um casal na direção da catástrofe, concessões que não podem ser feitas e promessas que não serão cumpridas. Um thriller psicológico sofisticado, que seduz o leitor desde a primeira página.

Beijos, bom final de semana e até Segunda-feira.

Anúncios

4 comentários sobre “Janeiro/2017: Livros comprados.

  1. Adriana o que me impediu de comprar nessas promoções da Amazon é que não uso/tenho cartão de crédito! Senão eu teria comprado, com certeza, rs… Já tem um tempo que estou bem curiosa para ler “Não conte para a mamãe” e “Para poder viver”… Parabéns pelas compras e boas leituras! Bjos ❤

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s