Resenha de Livros: Talvez um dia – Colleen Hoover.

photogrid_1487635303444

Galera Record – 2016 – Romance americano – 368 páginas – Nota 4♥♥♥♥.

Bom dia, leitores.

Motivo da compra: Este livro eu consegui através de um empréstimo da minha mana Jé e desejava muito gostar dele, para tirar uma má impressão que sempre tive da autora, após ler “Essa garota” há uns anos e não gostar. A expectativa era alta porque a autora é muito bem avaliada e elogiada. Porém tive alguns obstáculos.

Referências: O livro tem um diferencial, algo que gosto bastante: inovação, que é a trilha sonora, presente tanto dentro da história, no livro como disponível para baixar pela internet para ouvir, em um trabalho realizado especialmente para o livro. A grande questão é que um livro que começa morno ou ruim e aos poucos melhora e fica bom é algo incrível, porém quando acontece ao contrário, é bem triste e frustante (começar bem e se perder).

Capa e título: A capa é bem infantilizada, mas mostra bem o contexto da história, dois jovens amigos apaixonados por música. O título também ilustra bem o sentimento do livro. Do título eu gostei.

Formato do livro: Altura e largura um pouco menor do que o comum, com margens médias e fonte padrão tornaram a leitura bastante rápida.

Escrita: Como a maioria dos livros new adult existentes, a escrita se divide em dois protagonistas, do gênero feminino e masculino contando simultaneamente suas versões do fato. Narrado em primeira pessoa, é fácil entender o casal. Mescla bem as partes descritas com os diálogos entre os personagens.

História: Sidney conhece Ridge após sofrer uma traição dupla da melhor amiga e namorado e ele a faz voltar a se sentir bem, acolheando-a e ajudando-a a compor músicas enquanto ele as toca. Ele é um cara especial e diferente de qualquer outro que ela já tenha conhecido e inevitavelmente eles acabam se apaixonando, porém Ridge é um cara comprometido e eles se vêem impedidos de viver essa aventura. Eu que sou apaixonada por romances, gosto de que outros elementos sejam inseridos no texto, outras histórias e personagens importantes e isso neste livro não acontece, pois a história gira em torno dos momentos íntimos e proibidos do casal protagonista. O final foi previsível, mas não gostei muito porque pareceu insatisfatório além de inverossímil, pois Maggie foi a personagem de coragem, o que não fez sentido. Mas gostei de alguns aspectos tratados no livro como moral, confiança, amor próprio e liberdade. Além, claro, de tratar da deficiência auditiva de forma clara e justa, auxiliando na inclusão social, não o tornando como elemento principal  da história e tornando assim o ponto que mais gostei do livro.

Gêneros: Romance, Novo adulto, literatura estrangeira.

Personagens principais: Sidney e Ridge são os protagonistas dessa história, nos revelando todas as suas emoções e pensamentos no decorrer do livro. Conhecemos a história de vida de ambos, tornando-os personagens profundos.

Secundários: Conhecemos a Maggie, a namorada de Ridge, uma personagem cativante. Temos também Warren que é um personagem que gostei bastante, sendo o melhor amigo e companheiro de apartamento de Ridge, que vive um relacionamento conturbado, mas engraçado com Bridgette. Ainda temos o irmão de Ridge, também favorável a história. Personagens que poderiam ser melhor aproveitados, pois são retratados de forma superficial.

Observações: Todos os personagens são cativantes, porém a história que até a página cem vinha sendo muito boa, perde o fôlego e fica na mesmice pelas próximas duzentas páginas. Há um acontecimento muito importante na segunda metade do livro, que poderia ser melhor explorado, porém a autora resolveu investir unicamente no drama amoroso de Ridge e Sidney não poderem ficar juntos que a história ficou cansativa. Além de ter sido inevitável não julgar os personagens , pois Ridge queria ser o mocinho e Sidney a mocinha e não traírem Maggie, quando na verdade traição pra mim tem outro contexto. Portanto o livro ficou hipócrita. Ficou leviano. Imprudente também a história toda acontecer dentro do apartamento, de forma arrastada e deixando claro que apesar de Sidney pagar seus estudos e seus gastos particulares, ela não trabalhava, deixando bem mal explicado a questão. (UFA, desabafei)

Recomendo?: Sim, mas eu esperava bem mais.

Sinopse oficial: Sydney acabou de completar 22 anos e já fez algo inédito em sua vida: socou a cara da ex- melhor amiga. Até hoje, ela não podia reclamar da vida. Um namorado atencioso, uma melhor amiga com quem dividia o apartamento…Tudo bem, até Sydney descobrir que as duas pessoas em quem mais confiava se pegavam quando ela não estava por perto. Até que foi um soco merecido. Sydney encontra abrigo na casa de Ridge. Um músico cujo talento ela vinha admirando há um tempo. Juntos, os dois descobrem um entrosamento fora do comum para compor e uma atração que só cresce com o tempo. O problema é que Ridge tem uma namorada, e a última coisa que Sydney precisa agora é se transformar numa traidora.

Beijos e até logo.

Anúncios